Organizadoras de eventos esportivos geram experiências incríveis

Organizadoras de eventos esportivos geram experiências incríveis

Há quase 15 anos participo e acompanho corridas de rua. Sou atleta amador e jornalista de profissão. Sempre que recebo convites para cobrir provas e eventos esportivos, percebo a evolução do negócio corrida. E, cada vez mais, só vejo vantagens ao me inscrever para uma determinada prova e compor um treino para um objetivo específico na temporada.

Hoje, participar de prova é uma experiência, vai muito além de acordar cedo para correr alguns quilômetros. Cada vez mais, os organizadores capricham na atenção ao corredor. É um kit bem bolado, várias ativações e expo com ações de patrocinadores e marcas.

Foi assim na última edição da Maratona de Curitiba de 2017, que pela primeira vez ganhou uma expo para a entrega de kit. Não tem como não se sentir especial. E não importa o nível do corredor. A corrida é um esporte democrático, cada vez mais descoberto pelas pessoas, seja pela busca na qualidade de vida, melhoria da condição física, indicação médica ou interação social.

É um ambiente fantástico! Pergunte para quem está começando ou para alguém que já tem alguns quilômetros rodados. Já participei de provas incríveis, como o Desafio 600K SP-Rio, uma prova de revezamento que durava três dias. Muitas provas que depois vieram com essa mesma temática da experiência foram inspiradas nos desafiadores 600k.

Mas eu digo: só tem vantagens correr, não tenham dúvidas. As organizadoras de corrida inovam o tempo todo, por isso, nos corredores, precisamos estar preparados para novas sensações. Antigamente, quando comecei na corrida, era só numeral de peito e camiseta de algodão no kit das provas. O tempo passou e ainda bem que as coisas evoluem sempre.

 

Coluna: Angelo Binder é jornalista, diretor da Comando Comunicação e corredor há 14 anos

Veja também:

Como faço para encarar provas de up down hill

O “pé chato” na vida do corredor

As crianças e o Amor pela corrida

Três dicas para evitar problemas respiratórios e manter os treinos no frio

 

Deixe um comentário